5 Erros que as Empresas cometem no Momento da Contratação

jobinice-erros-evitar-contratacao-empresas

O primeiro dia de trabalho é sempre um desafio. Cabe às empresas orientar os seus colaboradores no desempenho das novas funções. Apresentá-los aos restantes membros da equipa. Dar-lhes a conhecer a filosofia da empresa para facilitar a integração. Quando uma empresa peca com a falta de acompanhamento e formação, corre o risco de ter colaboradores pouco preparados ou ambientados. Mesmo que estes sejam experientes, o que faz com que o seu desempenho fique prejudicado.

Procura diferentes alternativas para acompanhar os seus colaboradores, desde o primeiro dia de trabalho?

Quais são os erros que as empresas cometem na contratação?

1. Não informar a equipa sobre a chegada de um novo elemento

Todos os elementos existentes numa empresa são importantes, desde os mais recentes até aos mais antigos. É essencial que todos os colaboradores estejam a par do processo de contratação, bem como o dia de entrada do novo elemento. Toda a equipa deverá saber o motivo da contratação e como podem ajudar no processo de integração.

Dica: No primeiro dia de trabalho, cada membro da equipa pode compartilhar os seus interesses, peculiaridades, hobbies e talentos com o novo colaborador e vice-versa. Desta forma, o novo membro da equipa irá conhecer melhor os seus colegas e sentir-se bem recebido.

2. Não explicar a dinâmica de trabalho e a quem reportar

Saber como funciona uma empresa e a quem é preciso reportar são dois pontos fundamentais para qualquer novo elemento. É preciso que os chefes de equipa ou responsáveis pelo projeto, informem quais são os objetivos da empresa, expliquem como funciona a comunicação entre as equipas e a chefia e o que é esperado do colaborador.

Dica: A nossa sugestão é: combinar um almoço, no primeiro dia de trabalho, para que a chefia possa falar sobre o ambiente da empresa, como funciona e, também, conhecer e entender melhor o método de trabalho do novo membro da equipa.

3. Não definir expectativas claras em relação ao desempenho

Mesmo que o novo colaborador seja experiente, é necessário que tenha um acompanhamento para garantir que está a seguir o rumo definido pela empresa. As expectativas devem ser claras. Para que tanto a empresa como o colaborador caminhem em direção ao sucesso. É bom confiar nos colaboradores, mas é necessário garantir que entenderam bem o que é preciso fazer.

Dica: O ideal é marcar um acompanhamento semanal. Assim as empresas podem garantir que a pessoa contratada está a desempenhar o seu papel corretamente. Este acompanhamento será útil para perceber se o colaborador está a integrar-se bem na equipa, conhecer a sua opinião em relação à empresa e saber as dificuldades que possam estar a enfrentar.

4. Não reservar tempo para formação e integração

Muitas empresas assumem que os seus novos colaboradores sabem o que devem fazer. Só que, por vezes, esquecem que mesmo que um colaborador possua experiência suficiente. Uma nova função e uma nova equipa são sempre novidade. Às vezes, os funcionários têm a experiência para a função, mas o setor onde estão inseridos é totalmente diferente do que trabalhavam anteriormente. Ou então o método de trabalho exige regras distintas. Por isso, cabe às empresas acolherem, informarem e darem formação caso seja necessário.

Dica: É melhor assegurar que o novo colaborador fale com cada elemento da equipa e conheça o seu papel e todas as funções. Também é importante que reúna com a chefia para entender o papel da empresa e os objetivos e metas a alcançar.

5. Não introduzem a cultura da empresa

A cultura e o funcionamento de uma empresa nem sempre é perceptível à primeira. As regras e a maneira como ocorrem todos os procedimentos, leva o seu tempo a compreender. Advém também da observação e interação no trabalho. Por isso, é importante que as empresas partilhem a história da empresa, como tudo começou e o porquê das regras estipuladas.

Dica: Para ajudar a compreender a cultura da empresa, os novos colaboradores podem ter uma lista de informações. Por exemplo, o horário do escritório e das pausas, como se processam as férias, as folgas, as tradições e atividades que a empresa possa organizar.

 

Artigos sugeridos:

Laura Dávila

Responsável pela gestão de conteúdos de marcas e blogs. Sempre teve uma grande paixão pela escrita. Gosta de viajar, estar com os amigos e adora cozinhar.

Este artigo foi útil? Partilha com os teus amigos