5 sugestões para colocar a experiência de trabalho no CV

experiencia de trabalho no cv

Como é a melhor forma de organizar a experiência de trabalho no CV? O que é que se deve escrever e o que se deve destacar? Fica a conhecer algumas dicas neste sentido.

Preencher o campo “experiência profissional”, de um currículo é, obviamente, de extrema importância e relevância. É um dos fatores que mais ajuda a distinguir candidato, junto de um recrutador e o que mais informações dá sobre alguém que só estamos a conhecer através de uma folha de papel ou de um ecrã de computador.

Colocar a experiência de trabalho no CV deve seguir alguns princípios básicos. É também necessário ter em conta as diferenças entre redigir um CV enquanto trabalhador já experiente e quando se está à procura do(s) primeiro(s) emprego(s).

Fica com as nossas dicas e sabe como colocar e organizar a informação sobre a tua experiência profissional no CV.

4 apps com modelos de currículo

5 dicas para colocar a experiência profissional no CV

1. Nome da empresa

O nome das organizações em que já exerceste funções, deve aparecer destacado a negrito. Sem exageros, podes apresentar uma breve descrição acerca da mesma, como a área de atuação. No CV em formato digital, coloca o link para a página da empresa.

2. Informação temporal

O período de tempo durante o qual trabalhaste nessa organização e a função exercida, devem estar escritos na mesma linha.

3. Descrição das funções exercidas

Um breve resumo de todas as funções que exerceste nessa empresa, deve ser introduzida em formato de lista. Deste modo é de fácil e rápida leitura. Não excedas os cinco pontos da lista e sempre que possível, inclui números.

4. Tom do texto

As pequenas descrições até agora incluídas devem ser descritas na primeira pessoa. Aborda as informações apresentadas de uma perspetiva de realizações, do que foi conseguido e conquistado. Desta forma, a mensagem fica com um teor mais positivo, e o conteúdo a ser discutido na entrevista torna-se mais interessante.

5. Formato do currículo

Ao construir o currículo, deves colocar o campo da experiência profissional antes do campo da formação académica. Contudo, é aconselhado a quem esteja à procura do primeiro emprego e não tenha muita experiência, que a coloque apenas a seguir à formação, visto esta ser a informação atual mais relevante.

Nestes últimos casos, as experiências que merecem mais destaque serão, à partida, voluntariado, part-times e estágios. Devem ser apresentados tal como são as experiências “normais”.

Colocar viagens no currículo: quais as vantagens?

A melhor forma de colocar experiência no CV… segundo a tua experiência profissional

Quando a experiência profissional ainda não é muita, é útil fazer uma aposta relevante na carta de apresentação.Ou seja, deves colocar estas dicas em ação no momento de redigir esse mesmo documento.

Para candidatos com mais experiência profissional, os empregos de menor durabilidade ou os estágios de início de carreira, não são tão necessários como para quem está a iniciar a mesma.

Em todos os casos, a informação mais recente e mais relevante deve ser colocada em primeiro lugar. A relevância deve estar diretamente relacionada com o cargo para o qual te estás a candidatar. Voltamos a destacar a importância de traduzir a experiência profissional em números, quando possível.

Artigos sugeridos

Júlia Rocha

Gestora e criadora de conteúdos para marcas, com paixão por grandes histórias. Nunca sai de casa sem papel e caneta, e adora longas viagens.

Este artigo foi útil? Partilha com os teus amigos