Amancio Ortega

Amancio Ortega

O empresário espanhol Amancio Ortega é excelente exemplo de empreendedor de sucesso. De origens humildes, teve de deixar de estudar para conseguir ajudar a família. Hoje é um dos homens mais ricos do mundo.

Atualmente conhecemo-lo como um pioneiro no mundo da indústria têxtil. É o fundador do grupo Inditex, detentor de marcas como a Zara, Massimo Dutti, Bershka, entre outras bem conhecidas e familiares.

Ortega nasceu em 1936, em Busdongo de Arbás, na província de Leão. Ainda criança mudou-se para a Corunha com a família, que acompanhava o pai para o novo posto de ferroviário. Aos 14 anos acaba por abandonar os estudos, por falta de condições económicas.

Rapidamente encontrou trabalho como empregado, numa loja de camisas, que ainda hoje existe. Ali aprendeu as bases do desenho e fabrico de roupas, conhecimentos que levou para os seus negócios.

Amancio Ortega: dos primeiros negócios ao surgimento da Zara

Em 1963, começa o primeiro negócio por conta própria. Uma fábrica de têxteis, a GOA Confecciones, que fazia batas e roupões de banho. Ainda durante os anos 60 começou a exportar para vários países europeus.

Esta empresa, que detinha em conjunto com os irmãos, foi a predecessora da Zara, cuja primeira loja abriu em 1975 no centro da cidade de Corunha. Este momento marca o início de um império que faz de Amancio Ortega um dos homens mais ricos do mundo.

O crescimento exponencial do volume de negócios, levou a que Ortega criasse um grupo empresarial, o grupo Inditex, que atualmente inclui variadíssimas outras marcas como a Massimo Dutti, Bershka, Pull & Bear…

Foi em Portugal que o processo de internacionalização da marca Zara começou, com a abertura de uma loja na cidade do Porto, em 1988. No ano seguinte, surgiram lojas Zara em Paris e Nova Iorque.

Em 2001 a Inditex entra em bolsa, sendo actualmente conhecida como o maior grupo têxtil do mundo. Em valor e em tamanho. Segundo o jornal espanhol El Mundo, só a sede, na Corunha, tem uma extensão equivalente a 47 campos de futebol. É nesta altura que Ortega se torna no homem mais rico de Espanha.

Guia Jobinice: Dá um Impulso à tua Carreira

Os restantes investimentos e a proteção da vida pessoal

Ortega foi fazendo outros investimentos, nomeadamente no setor imobiliário, financeiro e automóvel. Desde o início do milénio que tem feito parte das listas de homens mais ricos de Espanha, da Europa e do Mundo. Em março deste ano, ocupava a 6ª posição na lista da Forbes.

Amancio Ortega nunca esqueceu a promessa que fez ainda jovem, de que a sua família não voltaria a passar fome. Segundo alguma imprensa espanhola, esta promessa foi feita ao testemunhar a impotência que sentia ao ver ser recusada a venda a fiado à mãe, nas mercearias locais.

Uma pessoa marcadamente privada, nunca tinha aparecido na imprensa, até 1999, antes de a Inditex entrar em bolsa. Até hoje só concedeu entrevistas a três jornalistas. Segundo consta é uma homem que se recusa a usar gravata e que tem nas suas fundações filantrópicas e nos trabalhadores, a maior fonte de orgulho.

O meu sucesso é o de todos os que colaboram e colaboraram comigo. Ninguém consegue ser inteligente, poderoso ou prepotente o suficiente para construir sozinho uma empresa deste calibre.

A Fundação Amancio Ortega, uma instituição sem fins lucrativos, promove todo o tipo de actividades no domínio da investigação, educação e ciência. Em Janeiro de 2011 deixou a presidência da Inditex – da qual é ainda o maior acionista, e da qual recolhe ainda dividendos.

Atualmente é só através da Fundação, que Amancio Ortega mantém uma vida pública, mas recatada, residindo ainda na Corunha. O empresário marca pela humildade, pela de visão de negócio e determinação, valores que estão na base do seu império.

 

Artigos sugeridos

Júlia Rocha

Gestora e criadora de conteúdos para marcas, com paixão por grandes histórias. Nunca sai de casa sem papel e caneta, e adora longas viagens.

Este artigo foi útil? Partilha com os teus amigos