CGTP exige aumentos salariais para 2020

cgtp aumentos salariais

A central sindical quer que exista uma política de rendimentos que contrarie a desvalorização dos últimos anos. A CGTP reivindica aumentos que defendem que têm de ser superiores a 4%, em 2020.

Esta quarta-feira, a CGTP aprova a sua política de rendimentos para o próximo ano. Nela, são reivindicados aumentos salariais para todos os trabalhadores. Segundo a central sindical, estes aumentos terão de ser superiores a 4%, para inverter a desvalorização dos últimos anos.

Segundo o secretário-geral Arménio Carlos, “o aumento significativo dos salários para todos os trabalhadores é essencial para romper com a política de baixos salários”, disse, em declarações à Agência Lusa.

CGTP apela a que os trabalhadores rejeitem nova legislação laboral

Aumentos salariais exigidos pela CGTP

O Conselho Nacional da CGTP reúne-se hoje, pela primeira vez, após a pausa para as férias. A central sindical vai aprovar um referencial salarial, que serve de base para todos os setores de atividade.

Para 2020, esse referencial terá de ser mais elevado do que nos últimos anos, para, segundo Arménio Carlos, “tentar recuperar da degradação que os salários sofreram”. O sindicalista lembrou que em 2017 os salários em Portugal representavam menos peso no PIB do que em 2001.

Para o salário mínimo nacional, a CGTP vai reivindicar o valor de 850 euros, para ser aplicado a curto prazo. A política de rendimentos não perde importância. Ainda assim, apesar de ser uma prioridade, terá de dividir a atenção com a estratégia para levar a revisão do Código do Trabalho, já promulgada, ao Tribunal Constitucional.

A CGTP continua a defender que a nova legislação seja aprovada, e defendeu junto dos partidos políticos a necessidade de fiscalização no que diz respeito à constitucionalidade das alterações promulgadas pelo Presidente da República.

A CGTP contesta fortemente, por exemplo, o alargamento do período experimental dos atuais 90 para 180 dias, assim como a generalização dos contratos de muito curta duração.

Imagem: DR Facebook CGTP

Outras notícias

Júlia Rocha

Gestora e criadora de conteúdos para marcas, com paixão por grandes histórias. Nunca sai de casa sem papel e caneta, e adora longas viagens.

Este artigo foi útil? Partilha com os teus amigos