Formação e carreira – 5 dicas para conciliares as duas atividades

formacao e carreira

Conciliar formação e carreira é um processo complicado e que pode exigir muito, quer a nível da disponibilidade financeira, quer da pessoal e social. Damos-te dicas para conciliar as duas atividades.

Quando se aborda a temática da conciliação entre formação e carreira, falamos tanto daquela formação profissional e contínua, inserida, ou não, nas oportunidades de carreira, e também abordamos a parte académica.

Podes ser um trabalhador-estudante, ou um estudante-trabalhador, que precisa de conciliar estudos e trabalho, ou num nível mais avançado, formação e carreira. O que mais se deseja é ser bem-sucedido nestas duas vertentes, enquanto se mantém um equilíbrio saudável entre estas duas posições e uma vida pessoal plena.

Fica com estas dicas no sentido de conciliar as duas atividades.

Queres aumentar o teu sucesso profissional? Elimina estes hábitos

5 dicas para conciliar formação e carreira

1. Estabelecer prioridades

Se a formação em que queres investir é algo importante e que te dá boas perspetivas de futuro, segue com essa linha de pensamento. Investe realmente nessa oportunidade e estabelece as tuas prioridades em função disso mesmo. Dependendo da natureza da formação, poderão existir mais ou menos oportunidades de tornar as atividades de carreira mais flexível, mas essa é uma questão que deves tratar logo no início. Prioriza as tuas prioridades.

2. Não negligencies o teu bem-estar pessoal

No meio de toda a correria diária e das obrigações do dia-a-dia, não te esqueças de outras atividades essenciais ao teu bem-estar, como uma alimentação correta, atividade física, boas noites de sono, momentos de lazer e convívio com amigos e familiares e momentos de lazer.

3. Faz um planeamento eficaz e inteligente

Deves manter e seguir uma agenda eficaz e adaptada às tuas necessidades. Faz-te acompanhar por uma agenda em calendário, em formato digital ou analógico, em que possas tirar notas, marcar eventos, organizar horários, entre outras necessidades. Faz o possível por fazer o teu planeamento com a maior antecedência possível.

Como reduzir o stress no trabalho em 5 etapas

4. Mantém o contacto com superiores/formadores/professores

Nunca deixes de expressar as tuas dificuldades e opiniões. Fala com superiores e percebe até que ponto podes tornar o teu horário mais flexível, ou com formadores e negoceia, por exemplo, os prazos de entrega de trabalhos. Manter os canais de comunicação abertos e facilmente acessíveis, é meio caminho andado para o sucesso e para uma melhor gestão e conciliação entre formação e carreira.

5. Tenta otimizar o tempo

E para isso, evita o multitasking. Esta noção que se tornou popular há uns anos, provou-se ser o maior inimigo da produtividade. Os dilemas levantados pela necessidade de querer fazer mais do que uma coisa ao mesmo tempo consomem tempo e energia. Organiza-te e aplica-te a uma tarefa de cada vez, até esta ficar concluída.

Artigos sugeridos

Júlia Rocha

Gestora e criadora de conteúdos para marcas, com paixão por grandes histórias. Nunca sai de casa sem papel e caneta, e adora longas viagens.

Este artigo foi útil? Partilha com os teus amigos