A geração millennial e a relação com o emprego

geracao millenial

Quais são os objetivos de carreira da geração millennial? Será que sentem segurança relativamente à progressão de carreira? Preferem um bom salário ou tempo livre? Vamos refletir sobre as necessidades desta geração.

Profissionalmente, podemos dizer que dois aspetos valorizados, e transversais a todas as gerações, são a diversidade e a flexibilidade. Estes dois fatores parecem ganhar ainda mais importância junto da chamada geração millennial. Esta geração é composta pelas pessoas nascidas durante as décadas de 80 e meio da de 90, do século passado.

Os millennial, tantas vezes criticados pelas gerações anteriores pelos benefícios educativos de que usufruíram, são, de facto, os líderes de amanhã. Segundo a consultora de emprego Robert Walters prevê-se que sejam mesmo o grupo mais importante da população ativa, já a partir de 2025.

É importante fazer a seguinte reflexão: os millennial são a primeira geração de nativos digitais. Pessoas que passaram praticamente toda a vida no contacto e/ou dependência de tecnologias, das novas, e até das mais datadas. Tecnologias que tanto usam na vida pessoal, como implementam na vida profissional.

O que deseja a geração millennials da sua carreiras?

A consultora Robert Walters traçou um perfil dos millennials num contexto profissional:

  • São pessoas entusiastas no que toca a trabalhar com empresas que utilizem as tecnologias mais recentes e inovadoras;
  • Estão especialmente abertos à mobilidade internacional e, antes, disso, inter-departamento;
  • São ambiciosos e valorizam bastante a existência de um mentor que os guie e oriente no desenvolvimento da sua carreira;
  • São colaboradores focados no desenvolvimento da carreira e isso acaba por ser o fio condutor de todas as decisões que tomam e do nível de comunicação que exigem;
  • São sociáveis e consideram importante um ambiente de trabalho participativo e divertido;
  • Mantêm uma cultura de trabalho laboral aberta.

É interessante compreender estes pontos: o contacto com a liderança, a acumulação de experiência, a liberdade e o empreendedorismo. Estes fatores parecem ser os grandes orientadores da geração millennial. Note-se que, a experiência parece ter um significado e valor superior ao dinheiro, apesar de o equilíbrio entre vida profissional e pessoal ser também valorizado, sobretudo a médio e longo prazos.

Como já noticiamos no Jobinice, o salário já não é o único fator que conta na hora de aceitar uma proposta de emprego. A geração millennial, e a que lhe precede, a geração Z, de jovens  que nasceram e cresceram no novo milénio, e que estão agora no ensino superior, forçam a uma redefinição dos recursos humanos. Será a única forma de impedir um declínio dos níveis de confiança nas organizações e entidades políticas, assim como a chave para reter uma geração que parece ter nascido para fazer quase tudo, em quase todo o lado.

O que significa para ti ser millennial?

 

Artigos sugeridos

Júlia Rocha

Gestora e criadora de conteúdos para marcas, com paixão por grandes histórias. Nunca sai de casa sem papel e caneta, e adora longas viagens.

Este artigo foi útil? Partilha com os teus amigos