Portugal lidera a área das PME inovadoras na UE

PME portuguesas

São 66,4% as pequenas e médias empresas nacionais a apostar na inovação, contra os 49,5% na Europa. Contudo, o peso do investimento das PME portuguesas em I&D é de, apenas, 0,2% do PIB.

Portugal apresenta o valor mais elevado da Europa de pequenas e médias empresas envolvidas em processos de inovação (66,4%), sejam eles ao nível do produto, do serviço ou em termos meramente organizativos. A média da União Europeia assenta nos 49,5% e a realidade é muito díspar entre os 28 Estados membros.

PME portuguesas com maior percentagem a inovar na UE

No pódio da tabela encontra-se Portugal, Finlândia, Luxemburgo, Alemanha e Áustria, com mais de 60% das suas PME apostadas na inovação, revelam os dados do Relatório Anual das PME, da responsabilidade da Comissão Europeia. Em sentido contrário estão os países do Leste, como Letónia, Eslováquia, Hungria, Bulgária e Polónia, onde a percentagem de PME inovadoras varia entre os 29,2% e os 20,3%.

A Roménia ocupa o último lugar da tabela, sendo o país com menor percentagem de pequenas médias empresas a inovar, apenas 9,8%.

O presidente do IAPMEI, Nuno Mangas, admite que o acesso às medidas de estímulo e apoio à inovação, orientadas para apoio ao investimento inovador e para o acesso a diagnósticos e serviços qualificados, têm ajudado a melhorar o desempenho das empresas portuguesas nesta área.

Tens uma entrevista de emprego importante? Contacta os nossos especialistas!Powered by Rock Convert

Contudo, há que ter em conta a dimensão, pois 95,4% das PME em Portugal são micro-empresas. A falta de escala acaba por ter consequências a diversos níveis, da inovação à internacionalização, passando pelo financiamento e pela capacidade de acesso aos mercados e à contratação pública, entre outros. O que ajuda a explicar o facto do investimento total das pequenas e médias empresas no PIB nacional ser de, apenas, 0,2%.

Portugueses trabalham mais anos do que a média da UE

Nuno Mangas reconhece que a questão da dimensão é, de facto, uma condicionante para as PME nacionais, mas garante que é uma área que está a ser trabalhada.

Portugal destaca-se, ainda, no seio da UE na percentagem de empresas que vendem os seus produtos online, assim como no peso do e-commerce nas vendas totais das PME. E até na percentagem de empresas que asseguram formação aos seus trabalhadores.

O relatório da Comissão considera que é necessário que o Estado implemente, ainda, mais medidas de apoio à participação das PME em processos de inovação.

Outras notícias
Pack Seviços de consultoriaPowered by Rock Convert

Sara Gonçalves

Comunicadora por natureza, tem três grandes paixões: as pessoas, a escrita e a música. Motivada pela ânsia de aprender sempre mais, é uma pessoa de desafios e acredita muito no lado bom da vida.