Portugueses trabalham mais anos do que a média da UE

portugueses

Duração prevista da vida profissional subiu para 38 anos em Portugal. Número superior à média da União Europeia (UE).

A duração prevista da vida profissional dos portugueses é superior à média da União Europeia (UE). Em Portugal trabalha-se, em média, 38 anos contra cerca de 36 anos no espaço comunitário.

De acordo com os dados divulgados pelo Eurostat, no ano passado era esperado que os portugueses trabalhassem uma média de 38 anos em toda a vida, número que tem vindo a crescer nos últimos anos.

Portugueses estão entre os que mais trabalham

Em 2018, Portugal encontrava-se entre os países da UE que mais anos trabalham. Acima está a Suécia (41,9 anos), Holanda (40,5), Dinamarca (39,9), Reino Unido (39,2), Estónia (39,0), Alemanha (38,7) e Finlândia (38,6). A Islândia é líder isolada neste índice, com uma média de vida profissional de 46,3 anos.

Em sentido inverso, entre os países membros em que o número de anos que se trabalha é menor, destacam-se Itália, com 31,8 anos, Croácia, com 32,4 anos, Grécia, com 32,9 anos, Bulgária, com 33,1 e Bélgica, com 33,2.

Trabalhadores defendem um melhor equilíbrio entre vida pessoal e profissional

Em 2018, a média comunitária era de 36,2 anos, superior em 0,3 anos do que a registada em 2017 e em 3,3 anos do que a de 2000.

Nos 18 anos em que este índice é registado, a média da duração prevista da vida profissional europeia apresenta aumentos consecutivos nos últimos 16, subindo 4,5 anos desde 2000.

Outras notícias

Sara Gonçalves

Comunicadora por natureza, tem três grandes paixões: as pessoas, a escrita e a música. Motivada pela ânsia de aprender sempre mais, é uma pessoa de desafios e acredita muito no lado bom da vida.

Este artigo foi útil? Partilha com os teus amigos