Qual será a profissão mais procurada em 2020?

profissões em 2020

No futuro, programadores e analistas de dados vão ser tão solicitados e valorizados como carpinteiros ou serralheiros, que estão cada vez mais em escassez no mercado de trabalho. Saiba que profissões estarão a dar em 2020.

A digitalização já não faz mais parte do futuro, porque já é o presente. O que vai acontecer é que, nos próximos anos, toda a gente, independetemente da profissão que tenha, vai ter de saber programar.

No campo oposto, e contrariando esta tendência, funções tradicionais que julgávamos estar a cair em desuso vão voltar a crescer, dada a sua pouca oferta no mercado de trabalho.

Profissões em 2020: carpinteiros ou informáticos?

Os especialistas no mercado de trabalho não têm dúvidas: nos próximos anos a procura pelas profissões mais tradicionais, que têm vindo a ser abandonadas, vai aumentar. Acontece que todos continuamos a precisar de alguém que arranje um cano ou nos desenhe um móvel, mas há pouca gente que o saiba fazer.

Aliás, já nos dias de hoje, encontrar um carpinteiro ou um canalizador, por exemplo, pode não ser tarefa fácil.

Quem sabe vai, portanto, ser mais solicitado. E a urgência que temos de os encontrar é tanta que também vão até ser mais bem pagos.

Ainda assim, a grande procura continua a recair sobre os profissionais ligados às novas tecnologias.

Em 2020 tecnologia vai dominar o mercado de trabalho

Em 2020, as profissões relacionadas com a tecnologia continuam a dominar o mercado. Analistas, programadores e engenheiros estão entre as profissões mais requisitadas pelas organizações.

Conheça as oito profissões que vão ser mais solicitadas em 2020.

Analistas de dados

Um analista de dados recolhe, organiza, analisa e interpreta os dados. Os empregadores prevêm precisar de mais analistas de dados para dar sentido a todos os dados gerados por disrupções tecnológicas.

Programadores

Os programadores são as pessoas responsáveis por criar, desenvolver, fazer a manutenção e instalar softwares para máquinas e computadores.

Arquitetos e engenheiros

O mercado de trabalho vai abrir espaço para mais arquitetos e engenheiros, principalmente nas áreas de robótica, nanotecnologia e de materiais.

Especialistas em vendas

Com as indústrias pouco disponíveis para responder atempadamente aos avanços tecnológicos, haverá uma crescente necessidade de vendedores especializados que possam explicar as ofertas da empresa para uma ampla gama de clientes. E sempre em novos formatos, como o digital e as redes sociais.

Formação e carreira – 5 dicas para conciliares as duas atividades

Gestores sénior

As empresas vão pedir mais gestores que conduzam as empresas em tempos de transformações tecnológicas. Sobretudo em empresas de media, comunicação, informação e entretenimento.
Designers de produto

A criatividade vai ser uma das “soft skills” mais solicitadas em 2020 e os trabalhos mais criativos vão continuar a precisar de designers. Serão mais requisitados nas áreas comerciais e industriais.

Recursos humanos

Recursos humanos é outra área que será bastante requisitada em 2020, sobretudo devido ao desenvolvimento organizacional. Cada vez mais, os empregadores ambicionam investir em formações que possam dar mais valências aos funcionários que já estão contratados. Os recursos humanos vão ser responsáveis por planear essas formações.

Especialistas em regulamentação e relações governamentais

Como as empresas vão adotar tecnologias emergentes, também vão precisar de quem coordene, em termos de legalidade, as intervenções tecnológicas nas empresas.

Em sentido contrário, todas as licenciaturas relacionadas com o Ensino, Direito, Geografia e Filosofia são cursos com menos saída profissional, sobretudo tendo em conta as saídas profissionais mais tradicionais.

Artigos sugeridos

Sara Gonçalves

Comunicadora por natureza, tem três grandes paixões: as pessoas, a escrita e a música. Motivada pela ânsia de aprender sempre mais, é uma pessoa de desafios e acredita muito no lado bom da vida.

Este artigo foi útil? Partilha com os teus amigos