Como reduzir o stress no trabalho em 5 etapas

reduzir o stress no trabalho

Pressão, ansiedade, stress… Termos extremamente familiares no mundo laboral, nos dias que correm. Sabe como podes reduzir o stress no trabalho, mantendo a motivação e produtividade.

Em algumas áreas, certas profissões ou determinadas alturas do ano, os níveis de stress no trabalho aumentam exponencialmente. Hoje em dia, a ansiedade que é resultado deste stress, é uma doença, uma patologia reconhecida.

As consequências de condições de trabalho menos favoráveis, de acumulação de tarefas, ou mau ambiente, são notórias na sociedade, na felicidade e bem-estar de todos. Podem deixar marcas psicológicas, difíceis de apagar.

Como reduzir o stress no trabalho? Podemos dar-te a conhecer um conjunto de atitudes e dicas que te podem ajudar a gerir melhor as emoções, a manter a motivação em alta e a não prejudicar a tua produtividade.

Burnout considerado doença mental grave pela OMS

Reduzir o stress no trabalho em 5 etapas

1. Encontra um novo mecanismo de organização

O rigor que deve existir no que diz respeito à organização de uma agenda ou lista de tarefas, é várias vezes condicionado pelo stress. Por conseguinte, acabamos por perder o fio à meada e, a curto prazo, a produtividade diminui, quando o cansaço e exaustão não param de aumentar.

Parar durante 5 minutos, testar um sistema de organização que funcione contigo, seja ele digital ou analógico, vai ajudar a fazer um melhor controlo do dia-a-dia. Assim, ao organizar a pressão, é possível reduzir os níveis de stress.

2. Sabe dizer não

Dizer não quando necessário é uma capacidade que é condicionada por situações de stress. No entanto, é algo muito poderoso e que não é sinónimo de preguiça ou falta de trabalho. Ajuda a reduzir o stress no trabalho, porque ajuda a gerir prioridades, evitar o compromisso com tarefas para as quais não tens competências e evita o burnout.

5 razões para dizer não no local de trabalho

3. Mexe-te durante o dia

É um facto: o exercício apresenta várias vantagens no que diz respeito ao combate ao stress e ansiedade. Faz os possíveis por estares em movimento durante o dia de trabalho. Por pouco tempo livre que aches que tens, é bem provável que 5 ou 10 minutos a andar a pé não atrapalhe a tua produtividade. Pelo contrário.

4. Diz não ao multitasking

O multitasking, o querer fazer muitas coisas ao mesmo tempo, é o pior inimigo da produtividade e o melhor amigo do stress. É importante evitar os pequenos dilemas que são criados pelo multitasking e que em nada contribuem para reduzir o stress no local de trabalho.

Multitasking: uma tendência a morrer?

5. Não tentes eliminar o stress completamente

Muita pressão pode matar a criatividade. Por outro lado, não ter qualquer prazo também não ajuda. O ideal é ter alguma pressão e prazos razoáveis para a conclusão de tarefas. É um boost para a produtividade. É importante que colaboradores e gestores saibam gerir expetativas, e chegar a um equilíbrio na relação entre tarefa e tempo.

 

Artigos sugeridos

Júlia Rocha

Gestora e criadora de conteúdos para marcas, com paixão por grandes histórias. Nunca sai de casa sem papel e caneta, e adora longas viagens.

Este artigo foi útil? Partilha com os teus amigos