“Em que é que trabalhas? Ah!” – Snobismo no séc. XXI

Snobismo_alain_botton_jobinice

Snobismo: Não somos o nosso trabalho… ou somos? 

O objetivo principal do Jobinice é ajudar as pessoas que estão no mercado de trabalho ou que pretendem regressar ao mercado de trabalho! Não, não somos uma agência de Recursos Humanos, mas (espantem-se) somos pessoas! Pessoas que já estiveram desempregadas. À procura de perceber o que fazer profissionalmente?! E em alguns momentos, pessoas a desesperar por um trabalho, fosse ele qual fosse! Nessa fase menos sexy da vida, sempre que alguém perguntava: “o que fazes”, a minha resposta era: “estou à procura de trabalho”! Reação imediata do autor da pergunta: “Ah!”

Quem nunca…

Vivemos tempos novos…. É cada vez mais difícil arranjar um trabalho “para a vida” e já ficamos desempregados ou conhecemos alguém que se encontra ou esteve desempregado. Estaremos nós a ficar cada vez mais snobes em relação ao tipo de trabalho que cada um tem? Se a resposta for afirmativa, que consequências tal comportamento acarreta para cada um de nós? Para ajudar a responder a esta questão comecemos por definir a palavra snobe, usando a parte da definição que nos interessa 😉 “snobe: que ou quem mostra superioridade, arrogância e afetação.” Estaremos nós, consciente ou inconscientemente, a demonstrar superioridade e/ou arrogância  para com a situação profissional de quem nos rodeia?

Alain de Botton acredita que sim

Segundo Alain de Botton… SIM! E esse é um dos motivos pelos quais podemos provocar nos outros, ou sofrermos nós, de ansiedade de “status”! Alain de Botton, escritor, filósofo e co-fundador do site The School Of Life  chama atenção para um tipo de snobismo que estamos a atravessar. Um snobismo relacionado com o cargo, a função ou o tipo de trabalho que cada um exerce. Ou seja, quando alguém nos fala da sua situação profissional, tendemos a fazer um juízo de valor, a “julgar” essa pessoa por isso. As nossas reações a partir desse momento são influenciadas pelo tipo de resposta dada e isso pode provocar stresse e ansiedade. Veja este vídeo, (são 2 minutos)!

E em Portugal?

Acha que em Portugal isto acontece? Já alguma vez teve uma reação “snobe”? Numa época em que mudamos algumas vezes de emprego, seja por opção ou porque fomos forçados a isso, será que “somos o nosso trabalho”?

 

Artigo sugerido

Este artigo foi útil? Partilha com os teus amigos